BAMBrasil

cropped-horizontal_site_sem.png

Single Blog

Sed quia non numquam eius modi tempora incidunt ut labore et magnam aliquam quaerat voluptatem nostrum.

Como a Igreja Pode Se Envolver no Discipulado de Líderes de Mercado

Existe uma história sobre um sapo em uma chaleira. O sapo é colocado em uma chaleira de água fria. O sapo não percebe que a temperatura da água está subindo gradualmente até que seja tarde demais. Ele morre pelo calor da água, sem perceber o perigo em que estava.

A Igreja Global está sofrendo da “síndrome do sapo na chaleira”. À medida que as pessoas aumentam sua segurança financeira, tendem a diminuir sua dependência de Deus. É hora de tirar o sapo da chaleira! Em muitas partes do mundo, a igreja local passou de uma força evangélica e espiritual na comunidade para uma atividade social isolada em um canto. Esse afastamento da vitalidade do governo, educação e negócios está tornando a igreja local lentamente irrelevante para a comunidade que ela é chamada a servir como luz. Assim como o sapo na panela, estamos chegando lentamente a um ponto de ebulição do qual não recuperaremos nosso papel e chamado críticos. A queda nas estatísticas de frequência à igreja na Europa e na América do Norte é alarmante. O fracasso em tornar Jesus relevante no mercado levará ao fracasso da missão. Embora o movimento Business as Mission (Negócios como Missão) tenha encontrado um nicho na comunidade cristã, não está cumprindo seu potencial.

Em 2004, o documento ocasional sobre Business as Mission do Movimento Lausanne instou a igreja a discipular e liberar seus membros para serem luzes na comunidade.

“Convocamos a igreja em todo o mundo a identificar, afirmar, orar por, comissionar e liberar empresários e empreendedores para exercerem seus dons e chamados como empresários no mundo—entre todos os povos e até os confins da terra.”

Na mesma proclamação, chamou os empresários a viverem seu chamado como embaixadores, saindo das quatro paredes da igreja para os quatro cantos do mercado.

“Convocamos empresários globalmente a receber essa afirmação e a considerar como seus dons e experiência podem ser usados para ajudar a atender às necessidades espirituais e físicas mais prementes do mundo por meio de Negócios como Missão.”

Infelizmente, o apelo para fortalecer mutuamente a relação entre igreja e negócios foi amplamente ignorado. Renita Reed-Thomson trabalhou no campo do desenvolvimento de negócios por meio de organizações cristãs sem fins lucrativos na África Ocidental por sete anos. Embora o trabalho tenha sido bem-sucedido, com empresários crescendo em riqueza e criando empregos, havia pouca conexão entre negócios e igreja. A preocupação era construir bons negócios sem fazer bons discípulos.

 

Deuteronômio 8:18 diz: “Mas lembre-se do Senhor, o seu Deus, pois é ele que lhe dá a capacidade de produzir riqueza, confirmando assim a aliança que jurou aos seus antepassados, conforme hoje se vê.”

 

 Tornou-se especialmente difícil quando alguém deu a Renita este aviso: “Cuidado para não engordar a barriga das pessoas a caminho do inferno”. Foi durante esse tempo que Renita conheceu o Dr. Walker, presidente e co-fundador da International Christian Ministries. Ele a encorajou e a desafiou a levar o trabalho para a igreja. Ele a convidou a ir para Kitale, no Quênia, e ensinar pastores na Africa Theological Seminary sobre seu papel de discipular líderes de negócios.

 

Renita havia sido informada pelos membros do movimento BAM que uma ligação entre membros de negócios e seus pastores na igreja local não funcionaria. Para descobrir, Renita lançou um projeto piloto no oeste do Quênia, visando duas igrejas em cada uma de três cidades, totalizando 260 empresas. Uma igreja seria o controle e outra seria o projeto. 

O projeto piloto entrou nas igrejas de pastores que foram ensinados sobre seu chamado para discipular e encorajar os empresários em suas comunidades. Eles, por sua vez, abriram suas igrejas para serem centros de treinamento, orientação e capacitação para seus líderes de negócios por meio do currículo de Renita. Após dezoito meses de estudo, a pesquisa mostrou os seguintes resultados:

  1. As igrejas relataram crescimento na membresia e na frequência; crescimento nas doações e crescimento na participação de membros de negócios em atividades gerais da igreja.
  2. As empresas relataram crescimento significativo nas vendas, aumentando os lucros em média de 85%!
  3. Os proprietários de empresas relataram crescimento na renda pessoal do lar em 120%.
  4. A pesquisa também mostrou que os proprietários de empresas cresceram espiritualmente ao gerenciarem seus negócios como mordomos de Deus.

O sucesso inicial do projeto agora foi multiplicado em comunidades em expansão. À medida que os pastores ajudam os empresários a entenderem sua chamada como mordomos dos recursos de Deus, eles crescem em seu compromisso de cumprir três chamados universais de todo cristão: o Grande Mandato (Criacional), o Grande Mandamento e a Grande Comissão. Desses chamados universais surgem o “resultado quádruplo” para cada crente.

O Resultado Quádruplo ou 4 pilares do BAM

O Grande Mandato (ser frutífero e multiplicar) pode ser cumprido por meio do resultado econômico e ambiental, trabalhando para ajudar o cliente a prosperar, proporcionando oportunidades de emprego significativas. O Grande Mandamento fornece tanto um resultado espiritual quanto social: amar a Deus e amar uns aos outros. O chamado é ser expressões vivas do amor de Deus ao próximo, concorrentes, funcionários e clientes. Finalmente, a Grande Comissão faz parte de um resultado espiritual que nos leva a usar a plataforma de nossos negócios para fazer discípulos de todas as nações.

A saúde de uma igreja pode ser medida na saúde de seus membros à medida que vivem seus chamados para ter esse resultado quádruplo. Ao empurrá-lo para a esfera de influência que Deus lhes deu em seu local de trabalho, eles cumprem o chamado de “fazer discípulos”. Em vez de relegar o trabalho da Grande Comissão a um Comitê de Evangelismo ou Missões, acreditamos que o chamado é para que cada membro seja discipulado com o propósito de ser a Igreja de segunda a sábado em e por meio de suas comunidades.

Com muita frequência, os cristãos deixam sua fé nos degraus da igreja quando vão trabalhar na segunda-feira. Poucos percebem que o chamado de Deus de segunda a sábado é adorar por meio do trabalho. 

O objetivo de discipular líderes do mercado é levar as pessoas ao ministério nos outros seis dias da semana. Isso é feito ajudando-as a entender que têm um chamado sagrado para serem embaixadores de Cristo em suas salas de aula, suas garagens e os corredores do governo. Isso requer um ministério de discipulado intencional pela igreja para capacitar, encorajar e treinar todas as pessoas (a maioria dos membros de nossa igreja) envolvidas em negócios, educação e governo a cumprir o chamado de Deus de serem seus agentes de transformação.

Deus nos chamou, como Igreja, a sermos libertos das quatro paredes do prédio da igreja para transformar nossas comunidades com a luz de Jesus. Estamos comprometidos em levar a luz de Cristo aos quatro cantos do Mercado, impactando negócios, governo e educação. Isso não é um objetivo ou uma esperança, ou um desejo. É uma realidade contínua, à medida que vemos pastores e suas equipes passarem de diretores de programas a disciplinadores de pessoas.


Nosso objetivo: capacitar a Igreja a alcançar todas as nações discipulando cada membro.

Dr. Phil Walker

Presidente Emérito e co-fundador dos Ministérios Cristãos Internacionais. Phil atualmente atua como Presidente do Conselho de Discipulado de Líderes de Mercado.

Renita Reed-Thomson

Presidente e fundadora do Discipling Marketplace Leaders. Renita possui MBA e está concluindo doutorado em Desenvolvimento Sustentável.

FIQUE POR DENTRO

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Se inscreva na nossa Newsletter e receba conteúdos sobre Negócios como Missão

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamc or per mattis, pulvinar dapibus leo.dolor repellendus. Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet ut et voluptates repu dia ndae sint et molestiae non recusanda itaque earum rerum hic tenetur a sapiente delecus, ut aut reiciendis voluptatibus maiores alias consequatur aut perferendis dolori us asperiores repellat. 

Share Now:

Subscribe To Our Newsletter